quarta-feira, 11 de abril de 2018

01/05/2018 - Visita à Reserva Natural do Paul do Boquilobo

Situada nas imediações da Golegã, a Reserva Natural do Paul do Boquilobo foi a primeira área protegida de Portugal continental a ser integrada na Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO, facto bem revelador da importância ecológica, a nível mundial, desta pequena área no seio do Ribatejo.
A razão principal para a classificação do paul como área protegida é o seu valor ornitológico. Na Primavera forma-se uma importante colónia de garças e colhereiros, vindos em parte do continente africano. No Outono-Inverno, o paul recebe populações de anatídeos (patos) do Norte da Europa, antes de regressarem aos locais de origem. Esta zona húmida constitui um dos poucos locais de ocorrência ou nidificação em Portugal para espécies como gaivina-dos-pauis, pato-de-bico-vermelho, marreco, zarro-comum, garça-vermelha, papa-ratos e felosa-aquática.
Apresenta, igualmente, um relevante interesse para a conservação da fauna piscícola, mamíferos, anfíbios, répteis e insetos. As principais linhas de água revestem-se de galerias ripícolas, arbóreas com salgueiros, freixos e choupos. Nas várzeas inundáveis dominam espécies de porte arbustivo como bunho, caniço, tabua e espadana.
Propomos-lhe um pequeno percurso circular com inicio e final junto à sede da reserva, passando pela margem direita do rio Almonda, montado de sobro e zonas de transição entre a zona húmida e a zona seca.
Nota: Serão facultados binóculos para uma melhor observação das aves.
Para que esta atividade tenha o mínimo impacto negativo nas espécies que vamos tentar observar e todos os participantes possam usufruir em plenitude deste espaço protegido, o número máximo de participantes é de 12 pessoas.











Ponto de Encontro: Junto ao edifício da sede da Reserva Natural do Paul do Boquilobo
Hora de início: 9h30
Hora de finalização: 13h00
Distância percorrida: 5,7 km
Grau de dificuldade: Baixo
Público-alvo: a partir dos 12 anos
Preço: 10€ (inclui acompanhamento técnico e científico, seguro de acidentes pessoais e de responsabilidade civil). As crianças até aos 12 anos não pagam, devendo, no entanto, ser consideradas na inscrição.
Aconselha-se o uso de roupa e calçado confortáveis para andar e adequados às condições climatéricas.
Actividade com número limitado de participantes.
Inscrições:
E-mail: geral@caminhoscomvida.com
Tlm.: 916084720
Dados: nome completo e data de nascimento de todos os participantes e um contacto.

domingo, 1 de abril de 2018

13/05/2018 - À Descoberta da Serra da Lua

Passeio Pedestre Interpretativo

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros



Partindo da lagoa pequena do Arrimal, o percurso que iremos seguir desenvolve-se pela vertente este da serra dos Candeeiros, conhecida localmente por serra da Lua. Esta é uma zona de grande interesse natural. Desde a presença de água na lagoa até à semidesértica cumeada seca, iremos percorrer diferentes biótopos que permitem a existência de espécies bastante interessantes e únicas como orquídeas silvestres, a bela rosa-albardeira, espécies aromáticas e a convivência de duas espécies de carvalho, o português e o negral. Tudo isto numa paisagem cársica, que vale a pena percorrer a pé.









Ponto de Encontro: Lagoa do Arrimal
Hora de início: 10h30
Hora de finalização: 15h30
Distância percorrida: 7 km
Grau de dificuldade: Médio

Público-alvo: a partir dos 12 anos

Preço da atividade: 10€ (inclui acompanhamento técnico e científico e seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil). As crianças até aos 12 anos não pagam, devendo, no entanto, ser consideradas na inscrição.


O almoço será volante e trazido por cada participante. Aconselha-se sandes, fruta e água.
Aconselha-se o uso de roupa e calçado confortáveis para andar e adequados às condições climatéricas.
Atividade com número limitado de participantes.

Inscrições e informações:
E-mail: geral@caminhoscomvida.com
Tlm.: 916084720
Dados: nome completo e data de nascimento de todos os participantes e um número de contacto.


sexta-feira, 23 de março de 2018

08/04/2018 - Caminho do Castelo do Almourol

Passeio Pedestre Interpretativo e Visita ao Castelo do Almourol

Vila Nova da Barquinha


Propomos-lhe um passeio pedestre circular com início em Vila Nova da Barquinha. 
Sem perder o Tejo de vista, iremos caminhar pelos campos protegidos pelas marachas e percorrer caminhos que nos levam a miradouros naturais, onde poderemos ter uma vista única sobre o rio, o castelo e a lezíria.
Durante o nosso passeio iremos descobrir que o rio Tejo não corre hoje no seu leito natural. Conheceremos algumas plantas silvestres aromáticas, medicinais e comestíveis. Passaremos na pitoresca aldeia de Tancos e visitaremos o enigmático castelo templário que se ergue numa ilha granítica no meio do rio Tejo.

Venha connosco descobrir a natureza, as lendas e a história deste território!









Ponto de encontro: Junto ao Centro Cultural de V. N. da Barquinha
Hora de início: 9h30
Hora de finalização: 16h30
Distância percorrida: 12 km
Grau de dificuldade: fácil
Público-alvo: a partir dos 12 anos

Preço: 13€ (inclui a entrada no Castelo do Almourol, acompanhamento técnico e científico e seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil ). As crianças até aos 12 anos pagam apenas 2,5€.


Aconselha-se o uso de roupa (usar preferencialmente calças) e calçado confortáveis para andar.

O almoço será volante e trazido por cada participante. Aconselha-se sandes, fruta e água.

Atividade com número limitado de participantes. 

Inscrições: 
E-mail: mgoretelopes@hotmail.com
tlm: 916084720 
Dados: nome completo e data de nascimento de todos os participantes e um contacto.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

18/03/2018 - Da Senhora do Círculo às Buracas do Casmilo

Passeio Pedestre Interpretativo

Local: Serra da Sicó (concelho de Condeixa-a-Nova)



Furadouro é uma pequena aldeia do concelho de Condeixa-a-Nova, situada na serra de Sicó. É aqui que iniciamos o percurso, que nos leva à descoberta de um território de cariz rural e onde o processo de evolução cársica do relevo conduziu à formação de paisagens peculiares, de grande beleza e com elevado valor patrimonial.
Lá no alto ergue-se o santuário da Senhora do Círculo, local de romaria das gentes da região. Como muitos já o fizeram, também nós iremos subir e admirar a magnifica vista proporcionada por este miradouro natural. A partir daqui segue-se a descida por caminhos e trilhos que nos levam até ao Vale das Buracas. Trata-se de um canhão fluviocársico, cujas vertentes se abrem em concavidades de desenvolvimento horizontal, as designadas buracas, que lembram, vagamente, largas bocas prontas a tragar. Daqui até à aldeia do Casmilo é um saltinho, mas antes, ainda iremos encontrar um dos maiores campos de lapiás da serra, pequenas dolinas e os característicos muros de pedra solta. Seguimos, então em direcção ao Furadouro onde termina a nossa aventura.







Ponto de Encontro: Junto à igreja do Furadouro

Hora de início: 10h00 | Hora de finalização: 16h30

Distância a percorrer: 13,5 km | Grau de dificuldade: Médio

Público-alvo: a partir dos 12 anos

Preço: 10€ (inclui acompanhamento técnico e científico e seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil). As crianças até aos 12 anos não pagam, devendo, no entanto, ser consideradas na inscrição.

O almoço será volante e trazido por cada participante. Aconselha-se sandes, fruta e água.

Aconselha-se o uso de roupa e calçado confortáveis para andar e adequados às condições climatéricas.

Actividade com número limitado de participantes.

Inscrições:
E-mail: mgoretelopes@hotmail.com
Tlm: 916084720
Dados: nome completo e data de nascimento de todos os participantes e um contacto.


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

04/03/2018 - Descobrir o Ambiente Cársico do Vale do Nabão

Passeio Pedestre Interpretativo

Local: Tomar


A paisagem cársica do norte do concelho de Tomar apresenta características que resultam numa flora, fauna e geologia próprias. Esta é uma paisagem marcada pela presença do rio Nabão, enriquecendo um cenário que é ocupado pelo Homem desde tempos imemoriais. Um dos locais mais importantes para contar a história da presença humana na região e também as alterações no ambiente é a Gruta do Caldeirão, uma exsurgência fóssil que revela ocupação humana desde o Paleolítico até à Idade Média. Venha connosco num passeio pedestre circular com início na aldeia da Pedreira, passagem junto às grutas do Caldeirão e da Andorinha e visita ao Centro de Interpretação da Pedreira.






Ponto de encontro: Junto à Igreja da Pedreira
(localidade a cerca de 5km de Tomar)
Hora de início: 9h30
Hora de finalização: 15h
Distância percorrida: 8 km
Grau de dificuldade: fácil
Preço: 10€
(inclui acompanhamento técnico e científico e seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil). As crianças até aos 12 anos não pagam, devendo, no entanto, ser consideradas na inscrição.
O almoço será volante e trazido por cada participante. Aconselha-se sandes, fruta e água.
Aconselha-se o uso de roupa e calçado confortáveis para andar e adequados às condições climatéricas.

Inscrições:
Tlm: 916084720

Dados: nome completo e data de nascimento de todos os participantes e um contacto. 

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

18/02/2018 - Passeio Pedestre na Salina do Corredor da Cobra

Passeio Pedestre e Visita ao Núcleo Museológico do Sal

Local: Armazéns de Lavos - Figueira da Foz

O Núcleo Museológico do Sal situado na Salina do Corredor da Cobra em pleno estuário do rio Mondego é o ponto de partida para o nosso passeio. Iremos visitar este espaço museológico que mostra como as salinas e o sal são uma atividade em que se cruzam aspetos históricos, etnográficos, paisagísticos, ambientais e económicos, para depois partirmos à descoberta da fauna e flora das salinas e de outros habitats do estuário. Iremos encontrar plantas próprias de ambientes salgados, como a salicórnia e aves, bastantes espécies de aves. O estuário do Mondego é um dos locais mais interessantes para observar aves no centro de Portugal.
Venha connosco neste passeio, conhecer o mundo do sal e toda a natureza que ele envolve. Quem sabe se não descobre aquela planta especial que podemos utilizar para salgar as nossas saladas ou se depara com a beleza e elegância de um flamingo.
Para a observação das aves teremos alguns binóculos à disposição do grupo.
Devido à facilidade do percurso e ao seu interesse, este passeio é adequado para toda a família.









Ponto de encontro: Parque de estacionamento do Núcleo Museológico do Sal
Hora de início: 9h45
Hora de finalização: 13h30
Distância a percorrer: 5 km
Grau de dificuldade: fácil
Público-alvo: a partir dos 6 anos
Preço: 12€ (inclui acompanhamento técnico e científico, visita ao Núcleo Museológico do Sal e seguro de acidentes pessoais). As crianças até aos 12 anos não pagam, devendo, no entanto, ser consideradas na inscrição.
Aconselha-se o uso de roupa e calçado confortáveis para andar e adequados às condições climatéricas.
Inscrições:
Tlm.: 916084720
Dados: nome completo e data de nascimento de todos os participantes e um contacto.



terça-feira, 2 de janeiro de 2018

04/02/2018 - Workshop sobre Plantas Silvestres Comestíveis

Local: Tomar

Workshop sobre a identificação e utilização de plantas silvestres para a alimentação humana.  




Conteúdos a abordar:
·        Breves noções de morfologia externa das plantas;
    Exemplos de plantas silvestres comestíveis;
    Exemplos de frutos silvestres comestíveis;
    Cuidados a ter na colheita de plantas silvestres para alimentação humana;
    Formas de confeção.

Local: Sala de formação do Pavilhão Municipal Cidade de Tomar (junto ao Estádio Municipal)
Horário: 09h30 – 12h30  
Preço: 8,00€
Inscrições: 
Tlm: 916084720
Dados: nome, um contacto e comprovativo da transferência bancária referente ao pagamento (NIB 003520990002235823006).


Data limite para inscrições: 30 de janeiro